Você consegue se amar ou prefere depender do amor de alguém?

ame a ti mesmo

Clique na imagem

 

Querido viajante cósmico,

 

Recentemente uma pessoa me disse que se sente muito bem com o amor que Jesus sente por ela e outra me disse que fica nas nuvens quando está na presença de um ser que tem suas própria maestria. Disseram elas, que o amor destes seres por elas irão salvá-las e/ou as levarão para o céu ou para o estado de iluminação.

 

Isso é fantástico, né? Ah, no segundo caso, a pessoa paga uma pequena fortuna para estar na presença de tal ser, de tal mestre. A questão aqui não é se o tal ser é um mestre ou não, eu não estou questionando isso, mas a questão é a dependência.

 

Independente de qualquer coisa, eu perguntei à estas pessoas o que elas sentem por elas mesmas. Ah, a resposta foi a mesma de sempre, aquele monte de blá blá blá para justificar a falta de habilidade, por assim dizer, de se amar. Caraca, disseram que com o amor de Jesus ou de outro mestre, elas estarão bem.

 

Ledo engano.

 

Muita gente quando me ouve falando isso, torce o nariz: como pode você não ligar para o amor de Jesus ou de um mestre? Se eu permitir, por conta deste meu “erro”, essas pessoas até podem me atirar uma pedra, ou outro objeto, que estiver pela frente, mas com certeza isso eu não permitiria tal disparate.

 

Posso lhe garantir que Jesus ou qualquer outro verdadeiro mestre nos ama e nos respeita de verdade, e é exatamente por isso, que eles nos permitem realizar nossa “caminhada” rumo à liberdade total com a mínima interferência e sem depender do amor deles.

 

Será que é tão difícil entender que apenas o amor por nós mesmos nos leva à tão sonhada liberdade? Sim, eu sei que isso não é uma tarefa das mais fáceis, até porque é a coisa mais fácil a se fazer, mas como gostamos de complicar, continuam com a mesma ladainha, vida após vida e sempre se justificam.

 

Ops, como assim Mauro? Você pensa que Jesus ascendeu porque amava a humanidade ou que tinha uma grande missão de nos libertar de nosso pecado? No primeiro quesito, sim, ele amava profundamente a humanidade, mas no segundo, não existem pecados.

 

De qualquer forma, Jesus se iluminou porque ele se amava profundamente, ele amava e se aceitava como era, com “defeitos” e “qualidades”, e jamais se colocou na frente, como obstáculo, de si mesmo. Simultaneamente, ele amou e se assumiu como Deus de si mesmo, como criador de sua própria realidade, assumindo aquilo que ele já sabia, ele era um com “Deus”, como o Divino e de fato rompeu essa ilusória separação.

 

Claro, feito isso, ele nutriu um verdadeiro amor pela humanidade, não por pensa, mas pro saber que cada um tinha, em si mesmo, todos os potenciais que estava nele.

 

Eu Sou Mauro Muller, Eu existo

Oh-Be-Ahn

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: