A NONA SINFONIA – BEETHOVEN – ALEGRIA – ILUMINAÇÃO

Querido viajante cósmico,

Nona Sinfonia Beethoven Alegria

Clique na imagem

Já faz tempo que venho querendo escrever sobre esta maravilhosa Sinfonia de Beethoven, a Nona, que tem o Ode a Alegria, Coral, no seu último movimento.

 

É de fato espantosa essa música. Mas a questão aqui não é falar sobre a música, você pode ouvi-la no youtube. Sugiro a interpretação de Leonard Bernstein (maestro), para mim a melhor.

 

Então vamos ao que interessa. Muita gente me pergunta como é a tal da iluminação e eu digo pra você, sem sombra de dúvidas, a iluminação está intimamente ligada à alegria: alegria de viver. Alegria de viver? PUF, está lá a iluminação.

 

A alegria de viver não só traz a iluminação, como também a abundância. PUF, está lá a abundância. Qualquer coisa, sem depender de nada, nem mesmo de emprego, nada, voar sobre isso tudo.

 

Por experiência própria, eu sei bem como é isso, a dificuldade de ter alegria de viver, que é a mesma coisa que amar a si mesmo, do jeito que você é, para depois, você se tornar VOCÊ, o Eu Sou O Que Sou. É realmente difícil, unir os aspectos, se amar, a mente de fato não se aquieta, ela quer sempre entender tudo nos seus pormenores.

 

Beethoven, mesmo tendo levado uma vida cheia de “tempestades”, no final, percebeu, que o caminho é a alegria de ser ele, e compôs esta monumental obra, realmente monumental, nem Bach fez algo assim, tão cheio de verdade e de simplicidade.

 

A Alegria de viver está intimamente ligada ao dom, ao dom que “realiza” nossa alma. Eu mesmo tinha uma certa dificuldade em relação ao dom, e por uma inspiração, descobri do que se trata, o que me devolveu a alegria para seguir em frente. Um dia eu conto sobre isso.

 

O que nos afasta de nosso dom, nossa paixão, é que sempre criamos dramas para encobrir aquilo que está na nossa frente, a nossa alma. Nossa alma, o Eu Sou em cada um de nós, está lá, pronta para vir aqui e viver está maravilhosa vida com nós, as ela não vem com dramas, não que ela julgue isso ou aquilo, ela simplesmente não precisa disso.

 

Ficar no drama é o que de fato nos atrai e chega num momento, mesmo estando devidamente unificados, temos que literalmente arrancar o drama de nossas vida, arrancar mesmo, como se algo estivesse nos prendendo. É um momento especial, você decide deliberadamente e assume isso.

 

Muitas pessoas torcem o nariz quando eu digo que o caminho é se amar profundamente egoicamente, e melhor, confiar completamente em você. Nossa, muitos vão dizer: Que coisa mais egoica: Pois é, mas só assim, automaticamente, você vai amar tudo, e todos, e confiar também em todos, é automático.

 

Eu venho falando isso faz tempo, inclusive no meu antigo blog, é assim que funciona. É difícil mesmo, a mente não vai acreditar que é tão simples e que nesta, aparentemente escondida simplicidade, existe uma sabedoria profunda e completa.

 

Portanto, ame-se, seja alegre na sua vida, qualquer coisa, você vai descobrir seu dom no momento que você quiser, não num momento oportuno, e todas as dinâmicas energéticas mudam, quase que instantaneamente.

 

Eu Sou Mauro Muller, Eu existo

Oh-Be-Ahn

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: