Vamos celebrar a vida?

Querido viajante cósmico,

Celebrar a Vida

Clique na imagem

O que eu vou escrever aqui vai ser algo que vai tremer as bases de muita gente, pois eu simplesmente existo e nada mais, apenas Eu existo. Não existe nada além de mim. Este é um texto para fazer você pensar. Ah ah ah. Um texto divertido e eu estava bravo quando escrevi. Isso é liberdade. Eu poderia remove-lo do blog, mas eu sou livre e vai continuar aqui para fazer jus à minha liberdade.

 

Pois então, a farsa da iluminação. Como Mauro?

 

Hoje, o assunto iluminação se tornou uma grande indústria, todos prometendo uma cura milagrosa para algo que nem sabem, essa é a grande verdade, inclusive eu com o NESPER. Ah ah ah, isso é uma boa brincadeira. Diga-se de passagem que o NESPER auxiliou muitas pessoas, mas eu não quero ser mais um neste mar. Ah ah ah.

 

Sim, a indústria da iluminação, ou alguém usando qualquer uma destas técnicas ficou rico? Ops, sim, ficou, os donos das técnicas, eles ficaram ricos e o resto que se dane. Fora aqueles que usam nome de seres e se escondem atrás disso. Haja paciência. Os trabalhos que usam seres metafísicos, bonito isso, cada um fala uma coisa diferente, gerando uma grande confusão na cabeça de todos: “Quem estaria certo?” Eu não sei, mas estão todos ricos. Cada um no seu quadrado, eu não tenho problemas com isso, mas, de novo, cada um no seu quadrado. Ou será que Eu sei?

 

Podemos ver na história e perceber que sempre tem um assunto em pauta, e hoje, sem duvidas, um deles, é a tal da iluminação. Ha, ha ha ha ha, do que se trata isso? Alguém sabe? Ah, aqueles indianos, hã-rã!

 

Quem acompanha meus textos e este monte de conversa “mental”, sabe que eu falo muito sobre a tal da dualidade e sobre os aspectos. Não seria a iluminação e a falta de iluminação a mesma coisa? Você conviver bem com isso, ser de qualquer forma você? Não seria isso mais um esforço da mente em tentar fazer sabe lá o que? Percebe? Ainda ficamos amarrados na tal da mente. Mas, e?

 

A maior “dádiva” que temos aqui é a vida, estamos aqui para celebrar a vida e não para ficarmos fazendo OM ou sei lá o que para atingir um estado assim ou assado, estamos aqui para celebrar a vida, para nos divertir. Tem muito “estúpido” por aí, que celebra muito mais a vida do que os ditos iluminados, com certeza que tem. Seria mesmo, um estúpido? Eu mesmo me outorguei um iluminado, na verdade nem sei bem do que falei, ah ah ah, pois ainda assim não passa de um conceito a tal da iluminação, que nem mesmo sabemos. Este é o perigo: Nem sabemos o que de fato procuramos. Será um perigo mesmo? Mas, o que é dádiva mesmo? Ah ah ah.

 

Por exemplo, se as culturas do passado realmente soubessem o caminho, já teríamos muitos seres ascendidos no planeta, muita gente, e sabemos que poucos conseguiram se livrar disso tudo. Será mesmo? Pérai, se existe só eu, ué, tem conta errada nisso tudo.

 

Cada um defende seu processo, seu ganha pão, e a humanidade continua do mesmo jeito. Isso está errado? Sei lá, nem certo nem errado, ela é assim e acabou, pronto, sem julgamentos. O fato que a maioria busca isso nos outros e não querem, o ser humano em geral não quer mesmo, não mesmo, se amar é de fato muito “complexo”. Ah sim, isso é iluminação, se amar.

 

Se livrar deste monte de conceitos não é das tarefas mais fáceis, pois carregamos isso durante éons. Será mesmo? Quem garante que de fato existem os tais de éons? Ah, aquele iluminado sabe. Quem garante que ele não está viajando na maionese? Portanto, eu aprecio celebrar a vida, do jeito que ela é, do jeito que ela se apresenta e pronto. Alguém ficou rico(a) com o livro O Segredo? Uma pessoa com certeza: a escritora, sim, ela ficou muito rica.

 

Mas o que está de fato faltando? Sei lá, se você souber, você me fala, mas sei que agora, mais do que nunca vou celebrar a vida, pois nunca mais caio nessas conversas mentais que devemos ser assim ou assado. Não, isso tudo é só uma experiência ou será que não?

 

Uma coisa eu tenho plena certeza, “Eu existo”, mas não tenho certeza que de fato você existe, não tenho mesmo. Você percebe isso? Que só você, você como observador, existe? E nada mais?

 

Por que é tão difícil celebrar a vida? Nem iluminado e nem não iluminado, simplesmente celebrar a vida. Você consegue?

 

Celebrar a vida não tem nada a ver com você achar seu anjo, seu Eu superior, ou sei lá o que, não importa, celebrar a vida é celebrar a vida, simples assim, da forma que você quiser e da forma que ela se apresentar. Celebrar a vida inclui também você rir, celebrar mesmo, até da sua desgraça. Mas o que é desgraça? Em relação a que? Tá vendo? Trava tudo!

 

Eu não vou mais escrever textos espirituais aqui, ah ah ah, sabe o que eu vou fazer agora? Celebrar a vida. Vou deixar os textos antigos para vocês verem com está cheio de conceitos inúteis, sem qualquer utilidade, ah ah ah. Muita, muita música, eu adoro compartilhar música, isso para mim, no meu caso, é celebrar a vida. Ah, eu tenho o dom de escrever músicas incríveis e fico me perguntando por que ainda fico ouvindo este monte inutilidades.

 

O mais engraçado, canais oficiais, imaginem (lutam quem é o canal oficial), do ser fulano, siclano, etc, grupo pedindo, extorquindo, dinheiro para os outros em troca sabe lá do que. Nossa, Mauro, você não percebe? Sim, percebo, estamos caindo nas velhas e mesmas armadilhas. Os dois lados se complementam. Eu não tenho estômago e nem paciência com isso mais, para mim é ponto final. Eu nunca vou lhe prometer nada, isso jamais, pois eu sei que no final, o processo é individual, é só o que ofereço. Tem um que diz que as entidades que “baixam” em centro espíritas são energias de vidas passadas. Ué, não seria o mesmo para eles? Valha minha paciência.

 

Posso lhes garantir que eu sou o meu canal, canalizo eu mesmo e ponto final.

 

Creia-me, a iluminação em si não é uma farsa, eu falo aqui de outra coisa, eu falo, mesmo usando o termo iluminação, de celebrar a vida.

 

Percebe como posso escrever um monte de cosias completamente sem sentido e deixar você completamente perdido(a)? Pense sobre isto. Se brincar até eu mesmo posso ficar perdido e desparafusado com este texto.

Eu Sou Mauro, Eu existo, em serviço à você e louco por amor

Oh-Be-Ahn

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: