432Hz, Geometria Sagrada, Ressonância de Schumann e o NESPER

Querido viajante cósmico,

Geometria Sagrada, Ressonância de Schumann

Clique na imagem

Algumas das bases de conhecimento do desenvolvimento do NESPER são: Frequência de 432Hz, a Geometria Sagrada e a Ressonância de Schumann.

 

Neste momento planetário ainda podemos sentir a Frequência Natural de 8Hz, em que colocando em escala musical chegaremos ao famoso 432Hz na nota La (A) (3).

 

Muitos dos músicos do passado compuseram suas músicas com afinação dos instrumentos em 432Hz. Mas, o velho e bom “mas”, tem um grupo de pessoas aqui neste nosso maravilhoso que por volta do início do século XX mudaram a afinação dos instrumentos pra 440Hz, tornando-se, com o passar do tempo, o padrão consagrado pela indústria mundial da música.

 

O que acontece quando se ouve música em 440Hz é que saímos da frequência natural da natureza e nos colocamos em uma Frequência onde prevalece os aspectos de trevas na humanidade, como guerras, manipulações, etc. Estamos tão afundados nesta frequência que nem percebemos que o mundo em que vivemos é completamente manipulado e muito menos percebemos que o som cria nossa realidade. Muita gente torce o nariz quando falo que nossa realidade é criada pelo som, mas você pode ler este artigo e conhecer a Cymatics, ciência que estuda os efeitos do som sobre a matéria. Observe os efeitos que o som provoca na matéria e você começará a entender que ouvir músicas de forma correta é importante para sua saúde.

 

Este é um dos principais motivos da criação do NESPER, pois vamos ouvir música sintonizada com a natureza, o que possibilita, devagar, soltarmos as amarras colocadas pela música de 440Hz. Aqui não falo de gênero de música, pode ser qualquer um: sertanejo, blues, funk, jazz, mpb, erudita, etc. Engane-se quem diz que o gênero “tal” faz “muito” mal a saúde, mas o que de fato faz mal a saúde é a afinação dos instrumentos.

 

Mas, de uma outra visão, vivemos em um mundo dual, bem ou mal, e com certeza, se analisarmos com paciência e decoração aberto, até porque toda essa nossa realidade ainda não reflete uma verdadeira realidade, pode afirmar com segurança que as frequência de 432Hz e 440Hz são na realidade as frequências da dualidade, as duas sempre tendem a te puxar para um lado da dualidade, o que possibilita a continuidade deste eterno jogo dual.

 

Você pode me perguntar: Como resolver isso?

 

“O físico alemão W.O. Schumann constatou em 1952 que a Terra é cercada por um campo eletromagnético poderoso que se forma entre o solo e a parte inferior da ionosfera que fica cerca de 100 km acima de nós. Esse campo possui uma ressonância (Ressonância Schumann- RS) mais ou menos constante da ordem de 7,83 pulsações por segundo. Funciona como uma espécie de marca-passo (freqüência de base da Terra), responsável pelo equilíbrio da biosfera, condição comum de todas as formas de vida. Verificou-se também que todos os vertebrados e o nosso cérebro são dotados da mesma freqüência de 7,83 hertz (Hz).

 

Empiricamente fez-se a constatação que não podemos ser saudáveis fora desta freqüência biológica natural. Sempre que os astronautas, em razão das viagens espaciais, ficavam fora da ressonância Schumann, adoeciam. Mas, submetidos à ação de um “simulador Schumann” recuperavam o equilíbrio e a saúde.

 

Esta medida já foi considerada uma constante; comunicações globais militares foram desenvolvidas a partir do valor desta freqüência.

 

Por milhares de anos as batidas do coração da Terra tinham essa freqüência de pulsações e a vida se desenrolava em relativo equilíbrio ecológico. Ocorre que, a partir dos anos 80 e de forma mais acentuada a partir dos anos 90, a freqüência passou de 7,83 para 11 e atualmente está acima de 13 Hz. O coração da Terra disparou. Coincidentemente desequilíbrios ecológicos se fizeram sentir: perturbações climáticas, maior atividade dos vulcões, crescimento de tensões e conflitos no mundo e aumento geral de comportamentos desviantes nas pessoas, entre outros.

 

A ciência reconhece a RS como um sensível indicador de variações de temperatura e condições amplas de clima. A RS flutuante pode ser fator importante no desencadeamento das severas tempestades e enchentes dos últimos anos. A ciência não sabe porque isso acontece – nem o que fazer com essa situação.

 

Enquanto a taxa de “pulsação” está crescendo, seu campo de força magnético está declinando (de 4 gauss para menos 0.4 gauss). O campo reduziu sua intensidade à metade, nos últimos 4 mil anos. E como um dos fenômenos que costuma preceder a inversão do magnetismo polar é a redução deste campo de força, acredita-se que outra inversão deve estar acontecendo.

 

Em função disso, os registros geológicos da Terra que indicam inversões magnéticas também assinalam mudanças cíclicas ocorridas anteriormente. E, considerando a enorme escala de tempo representada por todo o processo, devem ter ocorrido muito poucas dessas mudanças ao longo da história do planeta.

 

A Terra se comporta como um enorme circuito elétrico. É verdade que a atmosfera é um condutor bastante fraco e se, não houvessem fontes de carga, toda a carga elétrica terrestre se disseminaria em cerca de 10 minutos. Existe uma “cavidade” definida pela superfície do planeta e o limite interior da ionosfera, ¾ e 55 km acima.

 

Aproximadamente 1.000 tempestades luminosas acontecem a todo o momento no mundo. Cada uma produz de 0,5 a 1 A (Ampéres), e elas, juntas, contribuem para a medida total do fluxo da corrente na “cavidade eletromagnética” da Terra.

 

As Ressonâncias de Schumann são ondas eletromagnéticas quase estáticas que existem nesta cavidade. Como ondas de uma mola, elas não estão presentes o tempo inteiro, e sim têm de ser estimuladas para serem observadas. Elas não são causadas por nada que acontece no interior da Terra, sua crosta ou seu núcleo. Parecem estar relacionadas à atividade elétrica na atmosfera, particularmente em períodos de intensa de intensa atividade luminosa. Elas ocorrem em diversas frequências.” Fonte: Entendendo a Ressonância de Schumann

 

Interessante artigo, não é mesmo? Mas qual a relação que isso tem com o NESPER? Toda a relação, pois se sintonizarmos as músicas na nova RS (13Hz), estaremos dando um grande passo para trazer de volta a verdadeira frequência do planeta e ter acesso às verdadeiras realidades. Eu não posso afirmar om certeza se a Frequência de Schumann está de fato em 13Hz, mas, intuitivamente, é exatamente para este novo número que devemos caminhar na música.

 

A sintonização na frequência (RS) de 13Hz você vai pode ouvir no NESPER SINFÔNICO BEETHOVENIANO. Você pode perguntar por que apenas no NESPER SINFÔNICO BEETHOVENIANO? Então, para sairmos deste sistema dual e poder voltar à ele de forma soberana, precisamos antes a equilibrar nossos aspectos duais, ou seja, devemos antes nos acostumar tanto com a frequência de 432Hz e com a frequência de 440Hz.

 

O que isso tudo tem a ver com Geometria Sagrada? Então, como você leu no texto de Cymatics, o som realiza efeitos na matéria, aliás, ele cria a matéria, podemos até classificar o som como sendo a luz, ou seja, o som e a luz são na verdade a mesma coisa.

 

O que é Geometria Sagrada?

 

“Geometria (Geo + metria = Medição da terra).

 

Geometria Sagrada é o estudo das ligações entre as proporções e formas contidos no microcosmo e no macrocosmo com o propósito de compreender a Unidade que permeia toda a Vida.

 

Desde a Antiguidade, os egípcios, os gregos, os maias, os arquitetos das catedrais góticas, artistas como Leonardo da Vinci ou o pintor Georges Seurat, todos reconheciam na natureza formas e proporções especiais, que traduziam uma harmonia e unidade em si.

 

Essas relações de forma e proporções consideradas sagradas na geometria, na arquitetura, também ocorrem de forma idêntica em outras áreas da expressão humana, como na Música. O estudo dos harmônicos, dos modos musicais vem fascinando os compositores e amantes da música há milênios. A mesma harmonia nos sons, nas formas, nas cores e também se encontra na natureza, do microcosmo ao macrocosmo.

 

Geometria Sagrada é a linguagem mais próxima da Criação.”

 

 

Então, o uso correto do som é importantíssimo para nossa saúde, nossa iluminação e ascensão, inclusive da fala, o VERBO. Leia mais AQUI.

 

Já que vivemos em um planeta “mentira”, alguém sabe como é a verdadeira Geometria Sagrada?

 

Eu Sou Mauro Muller, Eu existo

Oh-Be-Ahn

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: