Culpa – uma faca de dois gumes

culpa faca dois gumesPara aqueles que são leitores assíduos de textos sobre as experiências na vida, sabem que existem inúmeras frases sobre a culpa: “Não culpe você mesmo”, “Não culpe a vida”, “Não culpe o outro”, ou mesmo “Você é culpado”, etc, sempre alguém lhe apontando o dedo ou mesmo de forma sútil, regendo sua vida.

.

Sim, eu de alguma forma concordo plenamente com quase todas essas frases, mas o que eu observo é que as pessoas não culpam o próximo por uma série de coisas problemáticas e sérias que acontecem devido à algum tipo de relação, como também ficam paradas e não fazem nenhuma reação, pois afinal, o próximo não é culpado de nada.

.

Impressionante como este tipo de pensamento nos ronda. Você pergunta: Qual? “O outro nos causa um sério problema, e por não cupá-lo, o que fazemos: Ah, eu não o culpo, eu permiti, e não vou fazer nada pois sou o responsável”, e tudo continua como antes. Eu concordo com “não o culpo”, “eu permiti”, mas absolutamente não concordo com o restante de que “não vou fazer nada, afinal eu sou o único culpado.” E isso é uma bela de uma armadilha, pois, com certeza isso nos leva a repetir os mesmos padrões.

.

Pois bem, coloquemo-nos no lugar do outro que nos causou o sério problema, ele também não é o responsável por suas criações? Sim. Então, se nós reagirmos de alguma forma que seja, é ele que está criando isso para ele? Sim. Lembre-se, às vezes é necessário dizer Não ou mesmo Basta ou mesmo reagir de qualquer forma. Você será culpado de algo? Não, a mesma visão vale para você.

.

Eu fico observando a passividade das pessoas que sempre arrumam desculpas para resolver suas feridas, e por algum motivo, mesmo que seja por um famigerado ditado popular, ficam estáticas e assim, como sempre, suas vidas se arrastam sempre com os mesmos resultados, afinal não podemos sentir raiva, gula, e todos os outros Pecados Capitais. Ah, mas os outros sim, eles podem, além do fato de que podem nos trucidar, afinal, somos os criadores de nossa realidade e um Deus longínquo vai resolver tudo.

.

O que vai acontecer se eu tomar algum tipo de atitude? Será que estou pronto para assumir a responsabilidade de forma verdadeira por minha realidade, minhas criações e minha liberdade? Não, a maioria jamais tomaria qualquer atitude que os tire da zona de conforto, pois, além de ser mais fácil ficar na zona de conforto, só o falso amor, aquele que pregam por aí, aquele amor mesquinho e que quer algo em troca, salva.

.

Assim caminha o mundo, com o mandos e desmandos daqueles que dominam tudo e à todos, afinal, somos os bonzinhos e não precisamos fazer nada, pois um dia, Deus vai fazer algo para assegurar nossa liberdade. “Vai esperando”.

.

Não, não e não, o preço que se paga pela liberdade é muito alto, não cai no nosso colo de mãos beijadas, é algo que infelizmente neste momento planetário temos que ser fortes e retirar toda a couraça que vestimos para nos proteger de nós mesmo e depois ver o que sobra.

.

Se nós permitimos que coisas ruins aconteçam em nossas vidas, significa que podemos mudar a forma que permitimos que a vida vem até nós, certo? Isso se faz orando? Meditando? Sendo humilhado várias e várias vezes? Ou será que atitudes fortes e decididas podem resolver coisas que jamais pensamos que poderiam ser resolvidas? Faça você mesmo suas experiências e diga: Basta. Quando você faz isso do fundo de seu coração, aguarde, mudanças acontecem.

.

Então, se ninguém é culpado por nada, significa que você está livre para fazer qualquer coisa que quiser, certo? Isso parece anarquia, mas é fato que se você não experimentar tudo aqui nesta dimensão, com certeza, você não vai avançar para outras dimensões que também são criadas por você. Existe uma gravidade que nos puxa de volta para essa realidade e se não nos amarmos absolutamente como somos e assumir isso de forma verdadeira, estamos fadados a voltar e voltar, sempre no mesmo esquema.

.

Não é o que falam? Não existem culpados, logo, você é e sempre foi livre.

.

O mais engraçado é que aqueles que culpam os outros, você pode observar, não gostam de serem apontados como culpados, ou seja, pimenta no do outro é refresco. Também você pode perceber que aqueles que trazem problemas sérios para a sua vida, também não gostam de serem “vítimas” de problemas sérios causados por outros. Como eu disse: pimenta no do outro é refresco. Caraca, quando você reage eles ficam bravos e dizem que você é ruim, isso, aquilo, e blá blá blá, tentando de forma escusa nos culpar. Como eu sempre digo, embora somos livres, vivemos em um mundo condenado, mas decididamente podemos mudar isso, desde que abandonemos a falsa moralidade e assumamos definitivamente QUEM somos.

.

QUEM somos? Você sabe responder?

.

Dentro de uma visão mais exotérica, o que acontece é que aspectos de outros, a não ser que tomemos as devidas providências, vão continuar a chutar nossa bunda, vão continuar seu domínio irredutível sobre nossas vidas. Eles gostam disso, mas quando você coloca um ponto final, eis que nasce uma “vítima” apontando o dedo para você, afinal, você é “ruim” por colocar um ponto final. Como você se atreve  ser livre? Sim, eles fazem isso, observem. Claro, você pode fazer isso de forma amorosa, pode ser que funcione, mas senão funciona ou nunca funcionou, está na hora de você mudar de atitude.

.

As energias sempre nos serve, mas para faze-lo conscientemente, precisamos estar decididos com nossas verdadeiras escolhas.

.

Ou tomamos as atitudes corajosas para resolver isso, ou vamos continuar a ser chutados. Mas Mauro, eu preciso ser assim, ser assado, blá blá blá, e este monte de coisas que falam para você e para todos nós. Não, você precisa ser você, e isso basta.

.

Lembre-se, o espírito, ou Deus que seja, aquele que habita seu coração, de forma alguma, nunca, jamais, vai condená-lo por qualquer atitude que seja. Quem faz isso é o ser humano, pois tem um terrível medo de sair da zona de conforto.

.

Então, o que você está esperando para tomar as rédeas da sua vida? Enquanto isso não acontecer, vamos continuar a observar as atrocidades do mundo.

.

É tempo é de sacudir a poeira, é tempo de liberdade, é tempo de nos amar profundamente e avançar. Você pode procurar muitos sites que falam sobre isso, eu conheço muito bem o texto da maioria deles, mas eu digo, sua mestria e sua liberdade é da sua conta, não se sinta ameaçado por ninguém e por nada, você sempre foi aquele por quem você sempre esperou, que se dane se você é assim ou assado, isso é você e eu o honro por isso. É necessário que sejamos autênticos conosco mesmo.

.

A decisão sempre será sua.

.

Mauro Muller

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: