Vivemos em um mundo proibido e condenado?

mundo Proibido condenadoEste texto pode parecer, neste começo, que é o mesmo de sempre. Não, não é, e eu já vou logo falando, não vivemos em um mundo proibido e condenado. As coisas, embora apontem nesta direção, não são assim, e por incrível que pareça, podemos escolher onde e como viver, podemos até sair deste zoológico de uma única realidade neurótica. Sim, isso mesmo que você pode estar pensando, existem infinitas realidades e você pode cria-las do jeito que quiser. Então, acompanhe o texto.

.

Sim, a princípio, parece isso mesmo, parece que vivemos em um mundo em que somos proibidos de fazer tudo, ouvimos não e não e não o tempo todo, vivemos em eterna escuridão, vivemos em uma eterna condição de não viver nossa verdadeira essência, que de uma forma bem objetiva é “maravilhosa”. E essa mesma essência, como muitos já sabem, simplesmente não julga o que é certo e errado, julgar é um vício do humano, que sem saber quem realmente é e para justificar suas próprias “fraquezas” julga a si mesmo e à todos que encontra pela frente, tentando desesperadamente mudar o que não pode ser mudado, tentando mudar o jogo da experiência humana, tentando negar aos outros a liberdade de terem suas próprias experiências, mas isso realmente não funciona como muitos acreditam.

.

Eu sei que falar de liberdade é algo muito complicado, até porque os fatos atuais apontam para coisas aterrorizantes, mas mesmo assim, com a certeza de que estou fazendo aquilo que é verdadeiro, eu continuo no meu trabalho quase que solitário.

.

Infelizmente o humano ainda não aprendeu: não existe a menor possibilidade de resolver este gigante “problema” em que nos encontramos, o que podemos fazer é dar um passo à frente e caminhar para outro rumo, um rumo sem a tal da escuridão – que nada mais é tudo aquilo que os outros acreditam que você não deve fazer e assim, te rejeitam. Sim, óbvio, não existe um grande problema.

.

Se você entender o que eu vou dizer agora, você vai perceber que tudo aquilo que foi negado à você de fato aconteceu e você sempre manteve sua própria soberania intacta.

.

Todos nós somos seres multidimensionais/multicamadas e as coisas não acontecem como percebemos com nossos 5 sentidos, as coisas acontecem de uma forma muito mais incrível do que sequer podemos imaginar. Muitos vão torcer o nariz ou mesmo sair deste texto pelo simples fato de não acreditarem ou mesmo pelo simples fato de não fazer um auto-exame ou até mesmo por medo de sair da zona de conforto.

.

Quando digo multicamadas quero dizer que em um determinado momento existe muito mais acontecendo em infinitas realidades paralelas do que sequer nossa mente pode entender e perceber, ou seja, aqui acontece apenas uma pequena parte infinitesimal do que realmente acontece. E o melhor: quanto mais nos atentarmos à nossa multidimensionalidade e que vivemos em multicamadas, mais fácil se torna nossa vida aqui nesta 3D, pois começamos a nos lembrar como atrair energia para nossa vida.

.

Como você pode perceber isso? Use a sua imaginação. A imaginação é algo tão real quanto essa realidade em que vivemos e em muitos momentos muito mais real do que podemos imaginar. Eu mesmo faço constante uso da imaginação para sair deste mundo e perceber o verdadeiro mundo, e senão fosse o uso deste maravilhoso dom que carrego comigo, e você também carrega, eu já teria desencarnado deste planeta.

.

Pois é, tudo aquilo que você pensa que foi tolido ou que não aconteceu, aconteceu em uma outra realidade paralela tão real quanto essa, só que você não percebe ou percebeu – basta imaginar. E de uma outra forma, tudo aquilo que colocamos consciência de fato acontece. Tudo aquilo que negamos ou mesmo aprovamos, em algum lugar ou em alguma realidade paralela acontece verdadeiramente. Mas eu vou adiantando, não tente controlar isso, você pode realmente se machucar, apenas aceite tudo que você é.

.

Então, a partir de agora, saiba que você, embora muitos falam por aí, não vive em um planeta proibido e condenado, você é e sempre foi livre, só que esqueceu disso, além de que esse esquecimento não tira o fato de que você é livre e que sempre fez suas próprias regras.

.

Como eu disse no começo, não vivemos em um mundo proibido e condenado, vivemos em um mundo em que tudo isso pode ser deixado para trás, pois, somos na maioria das vezes sem mesmo saber, donos e soberanos de nossas experiências. Se você quer viver em um mundo proibido e condenado onde sua área de atuação é restrita, assim será, e se você quiser dar um passo à frente e soltar isso tudo respeitando a alegria da vida e de sua alma, assim será. Como eu sempre falo: A decisão é sua e intransferível e ninguém vai fazer isso por você.

.

Eu tenho que reforçar uma coisa muito importante: Se você estiver procurando o Eu Sou ou mesmo um estado de consciência que lhe mostre o Eu Sou, pare, desista, você realmente não vai acha-lo. A boa notícia que você pode até procurar o Eu Sou, mas, eu garanto, só vai achar você, que em última análise, é o Eu Sou fazendo suas próprias experiências e isso simplesmente é você. Se você não acredita no que eu falo, procure, vasculhe, leia, medite, e no final, você vai perceber que sempre foi você e que decididamente não precisar muda uma vírgula, pois, como eu sempre falo: Deus está em êxtase em ser você. Você consegue estar em êxtase em ser você?

.

Mauro Muller

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: